domingo, 18 de setembro de 2011

Grupo evangélico mantém 19 crianças presas em igreja há mais de 60 dias

Um grupo de 60 pessoas está há mais de três semanas vivendo isolados em uma igreja evangélica em Havana, capital de Cuba. Eles disseram que estariam dispostos a “morrer por Jesus”.


De acordo com a BBC, as autoridades locais disseram que não podem intervir pois os fieis estão lá por vontade própria. O governo mandou uma equipe médica para avaliar o grupo, que possui 19 crianças e quatro mulheres grávidas.

Alguns dos parentes das pessoas se mostram muito preocupados. De acordo com um familiar, eles dizem estar ‘dedicando suas vidas totalmente a Cristo’. Eles garantiram ainda que não pretendem voltar para casa.

O grupo é liderado pelo pastor Bráulio Herrera, que foi expulso de sua igreja há mais de um ano.

O filho do pastor fez um pronunciamento de dentro da igreja. “Como resultado do aumento do pecado em todo o país, e do crescimento da idolatria, adoração ao diabo e à homossexualidade, Deus chamou um grupo e nos pediu para orar até que nos peça para parar”, disse ele, segundo a BBC.

O líder da igreja evangélica cubana está trabalhando junto às autoridades para proteger a integridade física das pessoas no interior da igreja.

Um movimento dessa natureza nunca havia sido registrado antes em Cuba. No país, a prática religiosa é controlada pelo governo desde que o ditador Fidel Castro assumiu o governo, há mais de 40 anos.

Fonte:
The Christian Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Wordpress Themes | Bloggerized by Free Blogger Templates | Macys Printable Coupons